O Silêncio de Teolinda Gersão

Silêncio é o diálogo possível deste amor. Lídia fala como se estivesse em diálogo com Afonso.

De início, ele tenta traçar os limites, com um fósforo desenha na areia “suponhamos que aqui está a casa… sobre um muro está um gato sentado.” E Lídia logo corrige “Está sentado de costas, olhando para o outro lado do muro…apenas se veem as duas pontas do bigode, saindo de ambos os lados da cabeça.”

ler mais na PNet
Anúncios
Esta entrada foi publicada em Livros, PNet Literatura com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s