Rio de Doze Águas

Esta é uma iniciativa da página do Facebook, Quem lê Sophia de Mello Breyner Andresen, que deu corpo a este caudal a doze vozes, doze vezes sete poemas inéditos encabeçados por doze foto-poemas.

Existe neste rio um mar. Um mar como fim do seu percurso, que é o destino de todos os rios. Um mar do tamanho da vida que só a poesia é suficientemente vasta para conseguir abarcar. Sobre esse mar, descansa, insaciável, o nosso olhar.

(ler o texto integral no PNet)
Anúncios
Esta entrada foi publicada em Livros, PNet Literatura com as etiquetas , , , . ligação permanente.

3 respostas a Rio de Doze Águas

  1. Pata Negra diz:

    Ia apostar que deixei aqui em tempos um comentário!
    Bons tempos te tenham velho amigo!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s