Arquivo da Categoria: PNet Literatura

Metade Maior, de Julieta Monginho

A acção deste livro decorre num tempo próximo, um tempo que já se faz anunciar. Um mundo pós casas de penhores, dos restaurantes fechados, das lojas encerradas ainda ostentando os letreiros dos saldos (esse grito final de desespero). Uma sociedade … Continuar a ler

Publicado em Livros, PNet Literatura | Etiquetas | Publicar um comentário

Marginal, de Cristina Carvalho

Este livro da Cristina Carvalho abre com um aviso. “A revolução, não fui eu que a fiz. Nem fui eu que inventei a palavra-senha, nem fui eu que a atirei ao ar.” É importante fazer essa ressalva, mesmo que seja … Continuar a ler

Publicado em Livros, PNet Literatura | Etiquetas | Publicar um comentário

As Mulheres do Fonte Nova, de Alice brito

Neste livro existe um personagem da dimensão de uma cidade, sendo ele próprio essa cidade. Uma cidade montada na garupa da miséria, alcoviteira e má mãe. Não se lhe conhece a culpa, apenas sabemos estar contaminada de gente. A mão … Continuar a ler

Publicado em PNet Literatura | Etiquetas | 2 Comentários

O Homem do Turbante Verde, de Mário de Carvalho

“Quanto ao professor, estava manifestamente a mais nesta fase da expedição e todos pareciam concordes com isso.” A trama parece, desde o início, revelar o seu desfecho final, como se no plot traçado não tivesse implícito um volte face. Uma … Continuar a ler

Publicado em Livros, PNet Literatura | Etiquetas | 1 Comentário

Os Sítios, de Licínia Quitério

“Terra e mar são sítios que dizemos. Outros há sem nome e sem morada – desertos” Começa assim o livro de Licínia Quitério, um livro de sítios, de todo os sítios, dos que se alcançam pelo trabalho da palavra. Em … Continuar a ler

Publicado em Livros, PNet Literatura | Etiquetas | 2 Comentários

Rómulo de Carvalho / António Gedeão, de Cristina Carvalho

Esta não é uma biografia escrita de uma forma convencional, um conjunto de eventos enumerados por ordem cronológica ou alinhados pela sua relevância. Um objecto de estudo. Esta é uma biografia escrita por quem arrisca, quem arrisca tudo e muito, … Continuar a ler

Publicado em Livros, PNet Literatura | Etiquetas | 1 Comentário

Rio de Doze Águas

Esta é uma iniciativa da página do Facebook, Quem lê Sophia de Mello Breyner Andresen, que deu corpo a este caudal a doze vozes, doze vezes sete poemas inéditos encabeçados por doze foto-poemas. Existe neste rio um mar. Um mar … Continuar a ler

Publicado em Livros, PNet Literatura | Etiquetas , , , | 3 Comentários