O Despertar dos Verbos, Mário Domingos

Esta é uma proposta de uma quase viagem ao livro o Despertar dos Verbos de Mário Domingos. Uma poesia escrita com um pulso concreto e latejante em busca das palavras na raiz incandescente do poema. Poemas aráveis, cortados por verbos que nos interrogam e nos despertam, que nos remetem para o choro da criança a quem morreram os brinquedos, para a palavra dolorosamente calada, sentinelas despertas do rumo de todos os navios.

ler mais aqui
Anúncios
Esta entrada foi publicada em Livros, PNet Literatura com as etiquetas . ligação permanente.

3 respostas a O Despertar dos Verbos, Mário Domingos

  1. Lídia diz:

    Agradeço a sugestão.
    Ler este texto é já acreditar na excelência do que é proposto.

    Obrigada.

  2. Foi o poeta, mas fica a sua obra. Que, pela amostra, parece ser excelente.
    Caro amigo, tem um bom fim de semana.
    Abraço.

  3. Pata Negra diz:

    Isto agora virou JL?!
    Os verbos não despertam porque não dormem. Os meus brinquedos não morreram, fugiram!
    Como vês António, continuo doente!
    Um abraço da pocilga

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s